quarta-feira, 11 de maio de 2011

Texto lindo!

Quando a minha mente está calma.

Quando a minha mente está calma, eu acesso uma confiança que é descanso e proteção.
Uma fé genuína na preciosidade da vida.
Sinto que tudo em mim se reorganiza, silenciosamente, o tempo todo.
Que isso tem mais a ver com o meu olhar, com a natureza das
sementes que rego, do que eu possa perceber.
Minha expectativa, tantas vezes ansiosa, de que as coisas sejam diferentes, dá lugar à
certeza tranqüila de que, naquele momento, tudo está onde pode estar.
Em vez de sofrer pelas modificações que ainda não consigo, eu me sinto grata pelas mudanças que já realizei.
E relaxo.
Quando a minha mente está calma, eu acesso uma clareza que me permite sentir, com mais nitidez, que há uma sabedoria que abraça todas as coisas.
Que o tempo tem uma habilidade singular para reinventar nosso roteiro com a gente, toda vez que redefinimos o que, de verdade, nos importa.
Que há um contentamento perene no nosso coração.
Um espaço de alimento amoroso.
Uma fonte que buscamos raras vezes, acostumados a imaginar a felicidade somente fora de nós e a deslocá-la para distâncias onde não estamos.
Quando a minha mente está calma, os sentidos se expandem e me permitem refinar sensações e sentimentos.
Posso saborear mais detalhes do banquete que está sempre disponível, mesmo quando eu não o percebo.
Nesse lugar de calma e clareza, não há nada a desejar.
Nada a esperar.
Nada a buscar.
Nenhum lugar onde ir.
Eu me sinto sentada sob a sombra de uma árvore generosa, numa tarde azul sem pressa, os pássaros bordando o céu com o seu balé harmonioso.
O meu coração é pleno, nenhuma fome.
Plenitude não é extensão nem permanência: é quando a vida cabe no instante presente, sem aperto, e a gente desfruta o conforto de não sentir falta de nada.

Flores e Luz.


(Texto de Ana Jácomo)

10 comentários:

Socorro Melo disse...

Oi, Mônica!

É belíssimo o texto. Senti uma paz tão grande ao lê-lo, um conforto, e fiquei a imaginar os momentos em que minha mente está calma, e sei que é realmente tudo isso que acontece, é maravilhoso.

Beijos e bênçãos
Socorro Melo

Silvia Duarte disse...

OI Mô, passei pra te deixar um beijo e vi este texto lindo.
é isso aí, precisamos meditar mais!

beijos
www.treinoebeleza.blogspot.com

Veronica Kraemer disse...

Mô querida, acho que este foi um dos textos mais lindos que já li!!! Me identifiquei demais!!!
Obrigada por compartilhar!!!
Tens uma alma linda, minha amiga!
Beijosssssssss
Vero

Daniele O disse...

Oi!
Sim na pureza e na beleza do tempo a calma se faz presente em devaneios.
Vendo o céu, as estrelas e toda essa sintonia bela existente no universo, percebo que é preciso somente saborear o sentir no passar do tempo... e a calma vem como uma brisa leve, serena...
Bjs
Ser Estranho Ser !

Janaina disse...

Olá!

Realmente muito lindo.Sempre é bom ler texto assim.Dá uma serenidade!
Beijão!!!

Ângela disse...

Minha querida fadinha. Passei rapidinho pra agradecwer seu carinho e sua visita. volta com mais calma para ler o texto.
Um beijo e uma ótima semana.

Ricardo disse...

Oi miga! Só passei para dar um OI

Mônica - Sacerdotisa da Deusa disse...

Meus queridos obrigada pelos comentários e pelo carinho, em breve vou visitá-los.
Beijinhos.

Flores e Luz.

caminhos de cristais disse...

Como e magnifico , a luz que você tem a transmitir a todos ao seu redor eu adimiro muito você Monica te adoro muito , estou com saudades de você , muita!!Saiba que tem otimosprojetos para acontecer em sua vida !!!Beijos do Mago Lagus ou do Elfo Lagus

Daniele O disse...

Oi!
Mas que beleza, como é bom estar aqui...
Bjs
Ser Estranho Ser!