terça-feira, 3 de agosto de 2010

Festival das Dríades


Festival das Dríades, na Macedônia, celebrando durante três dias as Ninfas das florestas, as Ondinas das águas e os espíritos femininos das árvores.
Na antiga Alemanha, comemoravam-se as Nixen ou Kelpies, ondinas com vozes maravilhosas que, às vezes, dançavam com os homens.
Elas eram seres mutáveis, tanto na forma quanto na personalidade.
Podiam ser amáveis ou perversas, aparecendo em forma de mulher ou metade mulher, metade peixe.
Frequentemente, raptavam seres humanos, devolvendo-os se devidamente agradadas e presenteadas.
Os espíritos das árvores e das águas eram conhecidos na mitologia celta com vários nomes: Dervonnae eram as Dríades dos carvalhos; Fangge, as dríades benévolas; Pressina, as ondinas galesas; Stratteli, as dríades maléficas; Lamias, as ondinas bascas e as Damas Verdes, ninfas malévolas das florestas.

Aproveite a egrégora do dia e vá para perto de um rio ou lago e banhe-se, pedindo às Ondinas a purificação de sua aura.
Depois abrace uma árvore, pedindo à Dríade que nela habita para revitalizar seus centros vitais. Agradeça a ajuda e a energia recebida desses seres femininos, ofertando-lhes pequenos agrados femininos, como um espelho, fitas coloridas de seda ou veludo, pequenos sinos ou pétalas de flores.
Reverencie as Dríades, as Ninfas e as Ondinas, respeitando a pureza de seu habitat e evitando danificar as árvores ou poluir os rios.

Flores e Luz.


(Mirella Faur)

7 comentários:

jana-arts disse...

Oi Mônica,

Obrigada pelo comentário.
Mais um post para comentar com minha filha.
Ela adora fadas, duendes, sereias...todos esse seres mágicos.Olhe que ela só tem 9 anos.Ela é minha fadinha, hehe.
Bom, beijos e muita paz.

Isadora disse...

Mônica, minha amiga, maravilhoso os rituais que vocês nos repassa por aqui.
Um beijinho

Daniele O disse...

Oi!
Como é bom vir aqui hahaha, me sinto tão bem ! Sempre tive o hábito de abraçar árvores, falar com plantas, até mesmo ontem lembrei de você, eu estava fazendo a minha corrida diária e uma borboleta ficou pertinho de mim, logo pensei em você, onde corro é uma mata com um laguinho, adorei falei com ela( borboleta)e foi uma sensação muito boa ! Quando estou fazendo atividade física ao ar livre adoro a brisa, o barulho do vento, as árvores nos encantando, e penso como é bom existir!
Bjs!
SE Estranho Ser!

Socorro Melo disse...

Oi, Mônica!

Que encanto! A natureza é mesmo cheia de mistérios, e sempre nos faz tão bem.


Bjos :)
Socorro Melo

Aine Piena disse...

Você sempre trazendo coisas interessantes pra gente, eu me sinto tão bem perto da natureza, tão preenchida e tão feliz como não me sinto en canto algum!!

Estive distante este último mês e agora estou tentando compensar pondo as leituras de meus blog favoritos, como o seu em dia.

Abraços!!

Jacky Simionato disse...

Oiiii flor, tudo bem?
Vim te desejar uma ótima noite!
Beejo grande":"

Açuti disse...

Oiiii Flor,

vc sempre maravilhoso e doce, né!!!
obrigada pelas palavras e o carinho de sempre!!
Saudades de vc!!
1000bjksss e tenha um excelente dia!!